Sexta-feira, 11.07.08

 

Ficou em mesmo muito mau estado o carro! Mas o meu marido teve somente uma perna dorida e o peito também devido ao impacto...

 

 



publicado por dina às 13:19 | link do post | comentar

Terça-feira, 08.07.08

Passamos na rua ou na auto-estrada e ficamos pasmados com tanta lata amolgada aquando um acidente viário. Mas acho que só quando sentimos realmente na pele, é que começamos a pensar no pós-acidente.

 

Ficámos sem carro. O meu marido não tem carro para ir para o trabalho, que fica a mais ou menos 30 kms de nossa casa... Como fazer? Ir de boleia todos os dias...

Pois é, esta parte está resolvida.

Como fazer as compras? A pé, nos supermercados aqui perto.

Como fazer visitas aos pais? Aos sogros? Aos amigos? De transporte público ou eles vêm cá ter connosco.... Visitam-nos eles a nós...

Problema resolvido? Talvez.

 

E agora a parte mais complicada. Polícia, seguradoras, os outros sinistrados, o dinheiro envolvido... Sim, porque o acidente foi grave, envolveu cerca de 9 carros, o meu marido bateu no da frente, ainda que se tenha tentado desviar, levou com um carro na porta do lado dele e com o impacto ainda foi bater num carro que ia passar no seu lado direito... Que complicações? Bastantes!

 

E eu que não consigo tirar a imagem do carro todo amolgado? Porque será que se ganha 'amizade' a uma máquina? Porque sentimos tanta falta de um objecto?

 



publicado por dina às 11:52 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Terça-feira, 03.06.08

Os 21 radares instalados em Lisboa registaram no primeiro trimestre deste ano menos 67.844 excessos de velocidade, ou seja, menos de metade dos registos dos últimos três meses de 2007 (120.696).

 

 

Em termos gerais, os 21 aparelhos de radar instalados em Lisboa registaram aproximadamente menos 63 por cento de infracções ao Código da Estrada, nos primeiros três meses de 2008, em comparação com os meses de Julho a Setembro de 2007.

 

O túnel do Marquês registou nos últimos nove meses de funcionamento um total de 66.055 excessos de velocidade.

 

Relembra-se que os 21 radares da capital começaram a funcionar a 16 de Julho do ano passado e a comissão reuniu-se a 1 de Outubro depois de a petição promovida por Penim Redondo ter exigido a reformulação do sistema.

 

RADARES:

Os radares estão instalados nas Avenidas das Descobertas, da Índia, Cidade do Porto, Brasília, de Ceuta, Infante D. Henrique, Estados Unidos da América, Marechal Gomes da Costa e Gago Coutinho e nos Túneis do Campo Grande, do Marquês de Pombal e da Avenida João XXI - onde o limite de velocidade é de 50 quilómetros/hora - e ainda na Radial de Benfica, na Segunda Circular e no prolongamento da Estados Unidos da América, onde a velocidade máxima permitida é de 80 km/h.

 

Ler restante artigo aqui.

 



publicado por dina às 15:28 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Quinta-feira, 03.04.08

A propósito do post anterior, segue o vídeo que tem preenchido os espaços noticiosos, sobre o camião que andou em contramão e explodiu depois.

 

 



publicado por dina às 15:03 | link do post | comentar

Terça-feira, 01.04.08

À hora do almoço ouvi a notícia sobre o acidente na A41 e como a minha cara-metade faz essa estrada diariamente, sem saber mais pormenores , fiquei sobressaltada a pensar logo no pior (pensamento medíocre tipicamente português ou simplesmente preocupação...) e liguei-lhe logo.

Mas enquanto a chamada não é atendida, mais pormenores vão sendo dados e do mal o menos, fui eu que fiquei sossegada e não a família do condutor em questão.

 

Notícia Lusa:

O condutor que provocou o acidente que causou a a morte de três trabalhadores, hoje de manhã na A41 , está fora de perigo, disse à Lusa fonte hospitalar.

Segundo a fonte do Hospital de São João, no Porto o condutor, que não apresenta ferimentos muito graves, está a ser submetido a exames.

O acidente, que provocou três vitimas mortais, aconteceu hoje às 11:45, ao quilómetro 15, sentido Paços de Ferreira/Matosinhos, na zona de Alfena , Valongo.

De acordo com fonte da Brigada de Trânsito da GNR do Porto, o ligeiro despistou-se e matou os três trabalhadores que faziam a limpeza da auto-estrada.

 

Na página da Lusa, vários comentários foram feitos a este acidente, entre a má sinalização de quem estava a proceder à limpeza da auto-estrada, excesso de velocidade, opiniões referente à possível impunidade do condutor deste acidente tal como poderá acontecer (ainda não se sabe...) à situação de atropelamento no Porto, à infelicidade de perda de três vidas humanas... etc , etc ...

Uma opinião, das que eu li, chamou-me à atenção: que tal, em vez de só ensinarem os futuros condutores a andar devagar devagarinho, ensiná-los também a saber como reagir em situações de perigo? É verdade que há escolas de condução defensiva e tudo mais, mas não está acessível a todos os bolsos e continuamos a assistir a acidentes...

 

Talvez nunca deixem de existir acidentes, mas poderíamos tentar diminuir os números...



publicado por dina às 18:53 | link do post | comentar | ver comentários (3)

Quinta-feira, 24.01.08
... é estar sem luzes na estrada e auto-estrada o percurso todo.


publicado por dina às 18:05 | link do post | comentar

Segunda-feira, 01.10.07

Numa auto-estrada com três faixas e com trânsito intenso, a faixa da esquerda é a que anda mais devagar???



publicado por dina às 11:43 | link do post | comentar

Quinta-feira, 20.09.07
Ontem vi um homem a conduzir em plena auto-estrada enquanto lia o jornal...


publicado por dina às 10:38 | link do post | comentar | ver comentários (26)

Sábado, 24.02.07

São muitas as aventuras que me têm acontecido. Corrijo: são muitas as aventuras que acontecem à minha pessoa e ao meu namorado. Ele também é testemunha de muita estupidez que anda aí na estrada.

 

Porém, ontem não estava comigo. Por acaso, vinha de casa dele à noite em direcção à minha.

 

Como deveria ser - apesar, ninguém parecer fazê-lo - quem anda devagar (dentro dos mínimos estabelecidos) seja na auto-estrada ou numa rua com mais de uma via, deve-se andar sempre mais à nossa direita. Como tal, ontem vinha eu a uma velocidade moderada na VCI e para não incomodar os apreciadores das velocidades extremas, encostei-me à minha direita. Estava a passar, então, o nó de Francos, em direcção a Vila Nova de Gaia, tinha um carro à minha frente, que tal como eu, estava a cumprir o código correctamente, e tinha outro carro atrás de mim. E é aqui que a porca torce o rabo. Uma mulher - nada contra elas, porque eu faço parte desse grupo -  decidiu que eu estava a andar devagar de mais e decidiu ultrapassar-me pela minha direita. Pasmem-se sim, porque mais à direita ou tinha o raid ou as passagens de quem vem a entrar na auto-estrada, muitas vezes pequenas. Pois, ela decidiu então fazê-lo, para minha incredulidade, aproveitando essa faixa momentânea , metendo-se à minha frente, que por escassos milímetros não me tinha levado com ela, pois eu já me estava a ver ficar sem a frente do carro.



publicado por dina às 12:40 | link do post | comentar

Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
26
27
28
29
30

31


links
posts recentes

As fotos do acidente

Depois do acidente...

21 radares apanham 68 mil...

Explosão do camião

Acidente na A41

Sei que fazer a viagem Po...

Expliquem-me porque...

Homens...

Quase, quase...

arquivos
tags

comportamento português(159)

notícias(82)

acidentes(42)

a minha terra(39)

vídeos(18)

fotos(16)

estacionamentos(14)

homens ao volante(11)

atropelamento(9)

auto-estrada(9)

iniciativas(9)

vci(9)

gasolineiras(8)

operação stop(8)

gasolina(7)

mulheres ao volante(7)

portagens(7)

carjacking(6)

excesso de velocidade(6)

passadeiras(6)

todas as tags

comentários recentes
devia de aver ainda mais
Pois eu concordo quando dizem k isto anda perigoso...
Boas.Esse estacionamento deve-se ao facto de talve...
Acho bem, ou pagam todos ou não paga ninguém
Mas assim pagamos todos para que os que lá passam ...
Não existem passadeiras nas auto-estradas?!
Boas,Já deviam ter visto isto há muito tempo. É pr...
Ver este diverido artigo sobre a condução em Portu...
Basta às vezes repararmos um pouco, para nos aperc...
O preço do combustível


subscrever feeds
A minha licença
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
blogs SAPO
mais sobre mim