Segunda-feira, 14.01.08

o nome de uma reportagem da RTP, transmitida pela primeira vez em Outubro do ano passado.

Inserida no programa "Em reportagem", este trabalho jornalístico falava de diversas infracções cometidas pelos condutores e das suas reacções de quando eram apanhados (que realmente não eram as melhores...) e fala por exemplo ainda de um pai que perdeu um filho na A2 e que tem um sentimento de culpa a persegui-lo desde 2003, ano em que isto aconteceu.

 

E verdade seja dita, que nós falamos muitos sobre o mau comportamento dos portugueses (nós que criticamos também fazemos parte deste comportamento, por mais que não o queiramos admitir) na estrada. Muito falamos de acidentes de viação, de mortes e de feridos, de excesso de velocidade, no efeito do álcool, no perigo de conduzir e de falar ao telemóvel ao mesmo tempo. Muito falamos, mas os erros continuam a cometer-se, nós continuamos a cometer erros (por enquanto podem ser menores, mas esses erros menores poderão um dia ser piores... é melhor nem pensar nisso!). As mortes são mais de 800 todos os anos e os acidentes chegam aos 35 mil. Porquê?

Esta reportagem começa mais ou menos assim: "Nós já não somos sensíveis ao número de mortes na estrada. Pensamos que só acontece aos outros. Gostamos de transgredir pelo gozo? Morrem todos os anos em Portugal 850 pessoas, o equivalente a 4 aviões lotados de passageiros. Não será isso uma tragédia?"

 

Esta reportagem foi retransmitida este fim-de-semana e achei por bem, relembrar este excelente trabalho.

O link para poderem ver esta reportagem é: http://ww1.rtp.pt/wportal/informacao/reportagem/



publicado por dina às 11:29 | link do post | comentar

Quinta-feira, 27.12.07

Hoje uns dos convidados do programa da RTP, Praça da Alegria, foram o Fernando Mendes, o Carlos Areia e a sua filha Cristina Areia.

Com a época natalícia a terminar e a passagem de ano a aproximar-se, a pergunta que lhes foi colocada era se tinha cuidado a conduzir, não abusavam da velocidade e se não misturavam bebidas alcoólica com a condução.

 

Cristina Areia - Isso está fora de questão. Com a minha filha, tenho cuidado quando conduzo e beber álcool está fora de questão.

 

Carlos Areia - Eu ando a 140 km/h na auto-estrada. Não acho muito e acho até que se deveria adaptar esta velocidade, pois os carros estão muito mais velozes e muito mais seguros

 

(sr . Carlos Areia, não se esqueça que não é o único na estrada....)

 

Fernando Mendes - Não sei para que são os cintos de segurança. Andamos a dez/ vinte Km/h , isto na cidade, acho que não é necessário haver cintos de segurança.

 

(sr . Fernando Mendes, volto a repetir não é o único na estrada...) 

 

 



publicado por dina às 22:14 | link do post | comentar

Quinta-feira, 13.12.07


publicado por dina às 11:43 | link do post | comentar

Segunda-feira, 29.10.07

Parece-me que para os lados de S. João da Madeira há um shopping com lugares exclusivos para MULHERES. São mais largos e cor-de-rosa.

 

Como mulher que sou, sinto-me ofendida por os responsáveis terem pensado em tal ideia idiótica . Não é um privilégio, como acontece nos casos das mulheres grávidas e/ ou deficientes. É sim uma ofensa para as mulheres e só vem contribuir para a má imagem que nós temos enquanto condutoras.

 

As mulheres têm uma condução defensiva, o que por vezes nem sempre é bom, mas homens, vocês já se viram ao volante? Parece que vos acabaram de dar um brinquedo novo para as mãos...

 

 

Agora 2 pontos importantes dados pela notícia de ontem do Jornal de Notícias

 

1-  São apenas quatro lugares de estacionamento, no parque interior, destinados em exclusivo aos clientes do sexo feminino, num universo de 1400.


2 - Mas para o responsável do centro comercial, José Duarte Glória, a explicação é simples e, na sua opinião, sem justificação para considerações menos abonatórias. Adianta que a cedência dos lugares de estacionamento para as senhoras se trata, apenas, de uma "gentileza" para com as clientes.

 



publicado por dina às 18:21 | link do post | comentar | ver comentários (6)

Quinta-feira, 12.07.07

Ontem ao final da tarde, observei algo fascinante.  E foi mesmo, que até eu tenho vergonha de dizer que pertenço ao sexo feminino depois disto...

Andava eu, mais a minha cara-metade, por algumas quelhas em Vila Nova de Gaia, quando passamos por um rua que tinha apenas um sentido e que ia dar a uma via, já com dois, que para o seu lado direito tem pouca visibilidade para virar. Nada de estranhar...

Nada de estranhar também o facto de um carro se encontrar parado na rua, pois àquela hora ali costuma ter movimento.

Bem, parámos como é óbvio.

Mas para nosso espanto, o carro não estava parado porque estava trânsito, estava parado simplesmente. Nem um pisca ligado, quanto mais os quatro...

Para meu espanto, era uma mulher que estava ao volante.

Se já estava furiosa por tal atitude, quando vi a dita senhora, saltou-me a tampa...

Abri o vidro, o meu namordo parou o carro ao lado do dela e eu gritei virada para ela. "Mas isto tem algum jeito? Isto não é sítio para estar parada e nem sequer faz um pisca?". Bem, foi algo deste género.

O certo é que a dita senhora ficou impávida e serena no seu "cantinho", sem sequer fazer um gesto de que me estava a ouvir. Seria surda?

Pouco provável...



publicado por dina às 14:28 | link do post | comentar | ver comentários (2)

Terça-feira, 08.05.07

Acabei de chegar a casa depois do jantar de aniversário do meu querido pai, que completou a bonita idade de 55 anos. Parabéns, papá!

 

Bem, pormenores à parte, saímos do restaurante e decidimos ir até à praia dar uma volta, até porque a noite estava agradável. Agora vem a parte curiosa. A meio do caminho, quase tropeçávamo-nos numa senhora, que possuía um BMW. Qual é o problema destas pessoas, hem ? Que por terem um carro caro, passam à frente de toda a gente?

Pois, a meio do caminho, passamos por essa dita senhora a sair do estacionamento na rua.

 

Em primeiro lugar, a senhora tinha o carro mal estacionado; em segundo lugar, que me recorde, nem sequer fez pisca para indicar a sua vontade de voltar à circulação automóvel; em terceiro lugar, se tivesse batido no carro do meu pai, a culpa era dela, por isso, que estupidez foi aquela da mulher reclamar connosco???? Pior, foi que seguiu caminho atrás de nós, sempre colada ao carro do meu velhote a tentar ultrapassá-lo. Que idiotice foi essa, minha senhora?????

Quer dar razão a esses machistas, que dizem que as mulheres nao sao capazes de conduzir? Que sao elas que provocam os acidentes?

Ora...



publicado por dina às 23:56 | link do post | comentar | ver comentários (1)

Sábado, 24.02.07

São muitas as aventuras que me têm acontecido. Corrijo: são muitas as aventuras que acontecem à minha pessoa e ao meu namorado. Ele também é testemunha de muita estupidez que anda aí na estrada.

 

Porém, ontem não estava comigo. Por acaso, vinha de casa dele à noite em direcção à minha.

 

Como deveria ser - apesar, ninguém parecer fazê-lo - quem anda devagar (dentro dos mínimos estabelecidos) seja na auto-estrada ou numa rua com mais de uma via, deve-se andar sempre mais à nossa direita. Como tal, ontem vinha eu a uma velocidade moderada na VCI e para não incomodar os apreciadores das velocidades extremas, encostei-me à minha direita. Estava a passar, então, o nó de Francos, em direcção a Vila Nova de Gaia, tinha um carro à minha frente, que tal como eu, estava a cumprir o código correctamente, e tinha outro carro atrás de mim. E é aqui que a porca torce o rabo. Uma mulher - nada contra elas, porque eu faço parte desse grupo -  decidiu que eu estava a andar devagar de mais e decidiu ultrapassar-me pela minha direita. Pasmem-se sim, porque mais à direita ou tinha o raid ou as passagens de quem vem a entrar na auto-estrada, muitas vezes pequenas. Pois, ela decidiu então fazê-lo, para minha incredulidade, aproveitando essa faixa momentânea , metendo-se à minha frente, que por escassos milímetros não me tinha levado com ela, pois eu já me estava a ver ficar sem a frente do carro.



publicado por dina às 12:40 | link do post | comentar

Outubro 2010
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
26
27
28
29
30

31


links
posts recentes

Rede Assasina é...

Cuidado com as opiniões

War is not the answer

Exclusivos para mulheres?...

Estacionada ou simplesmen...

Mulher ao volante

Quase, quase...

arquivos
tags

comportamento português(159)

notícias(82)

acidentes(42)

a minha terra(39)

vídeos(18)

fotos(16)

estacionamentos(14)

homens ao volante(11)

atropelamento(9)

auto-estrada(9)

iniciativas(9)

vci(9)

gasolineiras(8)

operação stop(8)

gasolina(7)

mulheres ao volante(7)

portagens(7)

carjacking(6)

excesso de velocidade(6)

passadeiras(6)

todas as tags

comentários recentes
devia de aver ainda mais
Pois eu concordo quando dizem k isto anda perigoso...
Boas.Esse estacionamento deve-se ao facto de talve...
Acho bem, ou pagam todos ou não paga ninguém
Mas assim pagamos todos para que os que lá passam ...
Não existem passadeiras nas auto-estradas?!
Boas,Já deviam ter visto isto há muito tempo. É pr...
Ver este diverido artigo sobre a condução em Portu...
Basta às vezes repararmos um pouco, para nos aperc...
O preço do combustível


subscrever feeds
A minha licença
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
blogs SAPO
mais sobre mim